Sim à vida! Nada justifica matar!

Neste dia em que celebramos a memória de S. João Paulo II, o grande anunciador do evangelho da vida, reafirmamos o valor incomparável da pessoa humana. S. João Paulo II denunciou as grandes e atuais ameaças à vida, verdadeiros crimes e atentados à vida humana, como ele mesmo nos recorda: “Tudo quanto se opõe à vida, como seja toda a espécie de homicídio, genocídio, aborto, eutanásia e suicídio voluntário; tudo o que viola a integridade da pessoa humana, como as mutilações, os tormentos corporais e mentais e as tentativas para violentar as próprias consciências; tudo quanto ofende a dignidade da pessoa humana, como as condições de vida infra-humanas, as prisões arbitrárias, as deportações, a escravidão, a prostituição, o comércio de mulheres e jovens; e também as condições degradantes de trabalho, em que os operários são tratados como meros instrumentos de lucro e não como pessoas livres e responsáveis. Todas estas coisas e outras semelhantes são infamantes; ao mesmo tempo que corrompem a civilização humana, desonram mais aqueles que assim procedem, do que os que padecem injustamente; e ofendem gravemente a honra devida ao Criador” (Evangelium Vitae 3).

Cabe a nós, pastores e ovelhas, que professamos a fé no Cristo Bom Pastor, que é caminho, verdade e vida, alertar sobre o perigo de manobras judiciais que visem a legalização do aborto em nosso país. Pois a qualquer momento podemos ser surpreendidos com um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5581) que pretende conceder “direito” ao aborto de filhos portadores ou não de deficiências, com o falacioso argumento de que se trata de direitos de mulheres grávidas que estejam infectadas pelo vírus da Zika, o que poderia acarretar riscos de que os filhos nascessem com microcefalia e outros.

A vida do nascituro é alvo de constantes investidas ameaçadoras ao seu direito sagrado e constitucional de ser preservada e defendida, lamentavelmente com a colaboração da Suprema Corte, quando legisla no lugar do Poder Legislativo constituído democraticamente para tal.

Portanto, neste mês de outubro que celebramos também a semana nacional da vida, o dia do nascituro, mais uma vez faz-se necessário não apenas que ecoe o nosso permanente: “SIM À VIDA”, mas estarmos atentos aos vários procedimentos e manobras que atentam contra à vida, pois têm se tornado uma luta constante, a fim de atuarmos de forma mais efetiva e eficaz. Por isso, frente ao lamentável abuso, pedimos aos fiéis católicos e todas as pessoas de boa vontade, que independente de credo ou convicção religiosa reconhecem que a vida é um valor inegociável e, por isso, desde a sua concepção até o seu natural ocaso seja respeitada, encaminhem aos deputados a solicitação para que seja aprovada o mais rápido possível o projeto de Lei 4754/2016, que reconhece o ativismo judicial como crime de responsabilidade.

Que S. João Paulo II, continue a interceder por nós, pela humanidade, e, sobretudo pelas vidas ameaçadas de crianças inocentes, a fim de que o ser humano se reconheça um irmão que ama e defende a vida do seu semelhante.

Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Bispo Diocesano de Limoeiro do Norte

Igreja Católica Apostólica Romana.

Diocese de Limoeiro do Norte-CE.

A Pastoral da Comunicação desta diocese, mantém e atualiza este site com a colaboração das paróquias e seus responsáveis. 

SOBRE NÓS
São Miguel Arcanjo, Padroeiro da Diocese de Limoeiro do Norte.
LOCALIZAÇÃO

(88) 3423.1171

 

Praça Pe. Acelino,381 - Centro.

CEP: 62.930-000 - Limoeiro do Norte-CE.

pascomlimoeiro@outlook.com

diocesedelimoeiro@hotmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Instagram - Black Circle

© 2016 por Pascom Limoeiro do Norte-Ce. Todos os direitos reservados.